O gazeteiro Vítor Ogawa da Folha de Londrina assina a reportagem de capa da Folha de Londrina deste sábado (13/01).

Há muito tempo a vida no campo deixou de ser sinônimo de tranquilidade ou de vida pacata. Nos sítios, chácaras e fazendas, o medo da violência é constante. Notícias de roubo de gado, assaltos a propriedades e até mesmo de latrocínios (roubos seguidos de morte) têm tirado o sono de quem vive a dezenas de quilômetros de distância de uma unidade da Polícia Militar. Muitos deles têm apelado para uma solução extrema: armar-se.

E a gravidade do tema chegou até o Congresso. No fim de novembro do ano passado, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou projeto que autoriza a compra de arma de fogo por moradores da zona rural. O texto altera o Estatuto do Desarmamento para permitir a aquisição de armas de fogo por residentes em áreas rurais maiores de 21 anos. A medida ainda precisa passar pela Câmara antes de ser enviada para sanção presidencial.

LEIA MAIS