Grita de brasileiros que estão, trabalham e têm negócios na cidade do Porto, em Portugal. Banco do Brasil está funcionando de forma nada comercial

A informação deste problema foi dada pelo o ex-deputado José Lourenço, 84 anos, com disposição para briga como nos velhos tempos de PFL.

Segundo a jornalista Denise Rothenburg, do Correio Braziliense, ele “tomou um susto ao chegar ontem à porta da agência do Banco do Brasil na cidade do Porto. Tudo fechado e um pedido de desculpas. “Eu chorei. De revolta. São 40 mil brasileiros em Portugal sem atendimento do Banco do Brasil”, diz ele, que já enviou um e-mail para o presidente Michel Temer com suas reclamações. Nem em Lisboa o BB manterá sua agência, reduzindo os serviços a um escritório. “Esses altos funcionários do banco que moram aqui não querem trabalhar. Conheço vários empresários portugueses que exportam para o Brasil, para a Argentina, e que jamais foram procurados por um funcionário do Banco do Brasil. Ora, se querem clientes, têm de correr atrás. Não correm porque são preguiçosos!”, diz o ex-parlamentar, que foi colega de Temer na Câmara por quase 20 anos”.