Onde serão aplicados os R$ 764 milhões que o Paraná, com ajuda da bancada dos deputados federais, conseguiu, com o aval de Temer?

Evidente que, chegando o ano eleitoral, esta dinheirama que poderá ser conquistada pelo estado Paraná vai alicerçar, e muito, a campanha do “governador de todos os paranaenses”, Beto Richa, que sonha em chegar ao Senado da República.

Neste momento de buscar saídas, a bancada paranaense tem sido fundamental para a vinda destes recursos. Liderados pelo deputado Toninho Wandscheer (PROS), os parlamentares estarão atendendo a reivindicações das comunidades beneficiadas.

Para o deputado Evandro Roman (PSD), “os recursos, além de melhorar a vida das pessoas, vai gerar trabalho e movimentar a economia. Um belíssimo presente de Natal”.

Obras

Em seu Blog ContraPonto, o jornalista Celso Nascimento informou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio de nota em seu site, publicada no último dia 21, diz que “o Paraná aumentará a eficiência, a competitividade produtiva, o desenvolvimento de sua infraestrutura de transporte sustentável e a integração regional com a implantação do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transporte, orçado em R$ 1,36 bilhão (US$ 435 milhões)”, somada à contrapartida estadual, da ordem de 200 milhões de dólares.

O plano apresentado pelo governo estadual inclui 24 projetos rodoviários, como repavimentação de estradas existentes, restauração, expansão e pavimentação de rodovias, num total de 239 quilômetros. Os principais trechos de pavimentação são Irati/São Mateus (PR-364), Pitanga/Mato Rico (PR-239) e Coronel Domingos Soares/Palmas (PR-912). Também estão no programa a duplicação da Rodovia da Uva (PR-418), entre Curitiba e Colombo, e novos contornos em Castro, Pato Branco e Marechal Cândido Rondon.

 

PUBLICADA ÀS 06:17 – 05/12/17