Blairo Maggi e Helton Yomura, os ministros nota zero. Eles foram muito mal avaliados no quesito meio ambiente

O jornalista Gabriel Mascarenhas informa que a divulgação de informações públicas nunca foram uma obsessão para Michel Temer, vide a quantidade de compromissos às escuras que ele costuma realizar. Os auxiliares de primeiro escalão, claro, seguem o exemplo do chefe. A nota do jornalista, publicada no site da revista VEJA, dá conta ainda que o Ministério Público Federal deu nota zero para o ministérios do Trabalho, recém-assumido por Helton Yomura, e para o da Agricultura, de Blairo Maggi, no quesito transparência ambiental. O MPF mensurou o desempenho de 104 órgãos públicos estaduais e federais em divulgação de dados considerados prioritários para o meio ambiente. Além dos ministérios, outros 39 braços governamentais […]

A eterna vontade de ser popular. Uns e outros dizem que Henrique Meirelles e Rodrigo Maia nunca irão alcançar a popularidade, só se…

A eterna vontade de ser popular. Uns e outros dizem que Henrique Meirelles e Rodrigo Maia nunca irão alcançar a popularidade, só se…

O vice-presidente nacional do PSB, Beto Albuquerque, afirmou que só tem um jeito de Henrique Meirelles e Rodrigo Maia, que querem disputar a presidência da República, se popularizarem e pelo jeito nunca vão conseguir. Para  Albuquerque, eles só ficarão populares se o povo pobre ficar rico, investir na bolsa e passar a adorar o mercado. Pelo jeitão da coisa, a missão é verdadeiramente impossível.   AOS 15/03/18, ÀS 09:05, FOTO: Nelson Almeida/AFP  

Até Deus é contra a Reforma da Previdência. CNBB divulga texto contra o tema na próxima semana. Tem deputado com medo de ir para o inferno

Até Deus é contra a Reforma da Previdência. CNBB divulga texto contra o tema na próxima semana. Tem deputado com medo de ir para o inferno

A gazeteira Daniela Lima, leia-se Painel da Folha de São Paulo, assina nota dizendo que a CNBB divulga na próxima semana texto contra a reforma da Previdência. O documento será elaborado durante a reunião de seu conselho permanente. Nesta quarta (14/02), ao lançar a Campanha da Fraternidade, o presidente da confederação, cardeal Sérgio da Rocha, disse que não se pode “admitir que os pobres e vulneráveis arquem com sacrifícios maiores quando se trata de reformas”. ____________________________ AOS 15/02/18 ÀS 10:11 FOTO/ILUSTRATIVA

Vontade para registrar bobagens palacianas. Palácio do Planalto compra 33 mil canetas e outras papeladas

Vontade para registrar bobagens palacianas. Palácio do Planalto compra 33 mil canetas e outras papeladas

O gazeteira Juliana Braga, da equipe do Blog do Lauro jardim, informa que em clima de volta às aulas, o Planalto realiza em fevereiro uma licitação para a reposição de materiais de papelaria. O gasto está previsto em R$ 78 mil. O item a ser comprado em maior quantidade é a caneta esferográfica azul. Serão 16 mil a R$ 17,7 mil. Na categoria canetas, ainda serão adquiridas esferográficas pretas e vermelhas, hidrográficas, ponta fina para escrever em CD de diversas cores e outras. Totalizam 33.342. _______________ AOS 01/01/18 ÀS 21:44 FOTO/ILUSTRATIVA  

Segundo o governo, a Previdência tem um rombo de R$ 268,8 bilhões. Os números serão usados para persuadir parlamentares na aprovação da reforma

Segundo o governo, a Previdência tem um rombo de R$ 268,8 bilhões. Os números serão usados para persuadir parlamentares na aprovação da reforma

A gazeteira Thais Arbex, do Painel da Folha, informa que o governo vai usar o rombo recorde de R$ 268,8 bilhões da Previdência em 2017 para inflar o esforço pela aprovação de mudanças nas regras de aposentadoria em fevereiro. Se a reforma não sair, o Planalto apostará em quatro projetos para segurar suas contas: a privatização da Eletrobras, a reoneração da folha de pagamento, o aumento na contribuição previdenciária de funcionários públicos e a MP que cancelou reajustes de servidores. _________________ AOS 24/01/18 ÀS 07:03 FOTO ILUSTRATIVA

Michel Temer corre atrás de saídas e  parlamentares, podendo até antecipar pagamento de emendas a deputados. Tudo em nome da Reforma da Previdência

Michel Temer corre atrás de saídas e  parlamentares, podendo até antecipar pagamento de emendas a deputados. Tudo em nome da Reforma da Previdência

A gazeteira Daniela Lima, editora da coluna Painel da Folha, informa que o Planalto vai iniciar um pente-fino nas emendas de parlamentares que ainda estão sob análise para identificar casos em que será possível antecipar o pagamento de verbas como forma de tentar estimular a adesão à reforma da Previdência, com o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), principal articulador das mudanças nas regras de aposentadoria dentro do Congresso. ________________ AOS 23/01/18 ÀS 06:45 FOTO/ARQUIVO/GAZETA DO POVO

Michel Temer é xingado durante caminhada, sorri e ignora protesto. Veja o vídeo. Rodrigo Maia, Eliseu Padilha e Alexandre Baldy estavam com o presidente

Michel Temer é xingado durante caminhada, sorri e ignora protesto. Veja o vídeo. Rodrigo Maia, Eliseu Padilha e Alexandre Baldy estavam com o presidente

As informações são do site Congresso em Foco. O presidente Michel Temer foi hostilizado enquanto caminhava ao lado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Alexandre Baldy (Cidades) no início da noite desse domingo (21/01). De tênis, bermuda e camiseta, na companhia de uma filha de Maia, o grupo percorria o trajeto entre os palácios do Jaburu e Alvorada quando foi surpreendido pelo protesto. Aos gritos, um manifestante chamou o presidente de “golpista” e “ladrão”, “bandido”. “Fora, Temer”, emendou. O presidente e seus aliados sorriram e mantiveram o passo, ignorando o protesto. Eles contaram, após o exercício físico, que aproveitaram o momento […]

Michel Temer correndo atrás do prejuízo. Ele determinou uma série de pesquisas para avaliar a sua popularidade

Michel Temer correndo atrás do prejuízo. Ele determinou uma série de pesquisas para avaliar a sua popularidade

O gazeteiro Lauro Jardim do jornal O Globo, informa que o Palácio do Planalto encomendou para o final do mês uma série de pesquisas de consumo interno para avaliar a popularidade de Michel Temer, de seu governo e de suas ideias. O Ibope fará a pesquisa quantitativa por telefone e presencialmente, e o Instituto Análise cuidará das qualitativas. Como não poderia deixar de ser, será avaliada também a aceitação da reforma da Previdência no eleitorado.

Operação engambelar: Michel Temer vai lançar cartilhas sobre a Reforma da Previdência

Operação engambelar: Michel Temer vai lançar cartilhas sobre a Reforma da Previdência

A gazeteira Daniela Lima, editora do Painel da Folha, informa que o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, propôs ao colega Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) que o governo elabore um material didático sobre a reforma da Previdência para ser distribuído em toda a cadeia de varejo do país. A proposta foi aceita. A ideia é que o material fique disponível em grandes redes de farmácias e supermercados, por exemplo, e explique à população de forma clara a necessidade das mudanças nas regras de aposentadoria. Baldy procurará entidades do setor para pedir apoio na divulgação. A ilustração também é do Painel da Folha

Sinal fechado para igrejas, clubes e entidades assistenciais. Receita Federal está cobrando R$ 14,4 bilhões. Os fiéis serão chamados…

Sinal fechado para igrejas, clubes e entidades assistenciais. Receita Federal está cobrando R$ 14,4 bilhões. Os fiéis serão chamados…

Os gazeteiros Julio Wiziack e Maeli Prado, em matéria publicada na Folha de São Paulo, informam que a Receita Federal apertou a fiscalização contra igrejas, clubes esportivos e organizações assistenciais. Hoje, a União cobra R$ 14,4 bilhões em dívidas dessas entidades por terem burlado as regras que lhes garantem imunidade do pagamento de tributos. O fisco já pediu que órgãos competentes investiguem as irregularidades para avaliar quais entidades devem perder o direito à isenção por não terem atuado plenamente como empresas sem fins lucrativos. Esse processo está em curso, segundo o secretário da Receita, Jorge Rachid. “Só nos últimos cinco anos, autuamos 283 entidades assistenciais e temos um crédito tributário de […]