Vergonha. Enquanto milhares não tem moradia digna, o Paraná gasta R$ 3,79 milhões com auxílio-moradia para juízes e desembargadores

Vergonha. Enquanto milhares não tem moradia digna, o Paraná gasta R$ 3,79 milhões com auxílio-moradia para juízes e desembargadores

Enquanto temos a Operação Lava Jato que “faz justiça”, o estado do Paraná gasta por mês R$ 3,79 milhões de auxílio-moradia aos seus juízes e desembargadores. Mas nem todos recebem a verba indenizatória, que passou a ser paga pelos cofres públicos há três anos e meio, em julho de 2014. Cruzando dados obtidos no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com informações do Portal da Transparência do TJ, o Livre.jor identificou que 4% dos 904 magistrados não recebem o benefício mensal de R$ 4.377,73 no Paraná. O assunto é destaque no Portal, site e ex-jornal impresso que não imprime…a Gazeta do Povo. ////////////////////////////////AOS 12/03/18, ÀS 04:58 – FOTO

Justiça proíbe que presos fiquem na Delegacia do Alto Maracanã por mais de 24 horas

Justiça proíbe que presos fiquem na Delegacia do Alto Maracanã por mais de 24 horas

Foi o que determinou o Juízo da Vara da Fazenda Pública de Colombo, em atenção a pedido formulado em ação civil pública ajuizada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca. A Delegacia deverá ainda que ser reformada em até 12 meses. As informações são do setor de comunicação do MP-Pr. O problema das más condições da carceragem na delegacia foi objeto de ação do Ministério Público no início de 2015. Mesmo antes disso, em 2014, o Governo do Estado já havia descumprido ordem da 1ª Vara Criminal de Colombo determinando a interdição parcial da carceragem. Em vista da inércia do poder público diante das condições degradantes a que são submetidos os […]

Em tempos de carestia, Tribunal de Justiça pretende gastar R$ 3,6 milhões em persianas. São 16,3 mil m² de proteção solar

Em tempos de carestia, Tribunal de Justiça pretende gastar R$ 3,6 milhões em persianas. São 16,3 mil m² de proteção solar

A informação é gazeteiro Alexsandro Ribeiro. Segundo matéria assinada pelo jornalista e publicada no site LIVRE.JOR – O Tribunal de Justiça publicou edital para compra de até 16,3 mil m² de persianas. O material a ser cotado pelo órgão daria para cobrir a Praça Oswaldo Cruz, em Curitiba. O valor da licitação pode chegar a R$ 3,6 milhões, segundo documento do edital com as especificações da persiana e do processo de leilão. O registro de preços de “persianas rolô em tecido tela solar ou blackout” abrange também a instalação dos materiais. O metro quadrado, segundo o edital, varia entre R$ 187,84 e R$ 191,50, dependendo da cidade da unidade do […]

Sem chance. Tribunal de Justiça do Paraná não aceitou o pedido da defesa de Carli Filho e júri popular é mantido em Curitiba

Sem chance. Tribunal de Justiça do Paraná não aceitou o pedido da defesa de Carli Filho e júri popular é mantido em Curitiba

A gazeteira Andreza Rossini informa que o Desembargador Telmo Cherem, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná, negou o pedido de desaforamento do júri popular do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho. A matéria é destaque no Paraná Portal e dá conta que, com a decisão por maioria, 2×1, o júri fica mantido em Curitiba para os dias 27 e 27 de fevereiro, conforme pautado pela Segunda Vara do Júri da capital. A defesa de Carli Filho queria que o julgamento fosse realizado em Cascavel, Londrina ou Guarapuava e região. ______________________ AOS 09/02/18 ÀS 10:21 FOTO/MARCELO ELIAS/ARQUIVO/GAZETA DO POVO

O júri do ex-deputado Carli Filho será realizado em auditório com capacidade para 370 pessoas. O início está previsto para às 13h do dia 27 de fevereiro

O júri do ex-deputado Carli Filho será realizado em auditório com capacidade para 370 pessoas. O início está previsto para às 13h do dia 27 de fevereiro

O julgamento foi marcado ainda no ano passado pelo juiz da 2ª Vara do Júri de Curitiba, Daniel de Avelar. O início está previsto para as 13h do dia 27 de fevereiro, no Tribunal do Júri, no Centro Cívico da capital. A Justiça determinou que Carli Filho seja julgado por duplo homicídio doloso – quando há intenção de matar. O julgamento será em um auditório com capacidade para 370 pessoas e será aberto ao público. As regras para participação ainda não foram divulgadas, porém, é possível que sejam distribuídas senhas para aqueles que desejam acompanhar o julgamento. Com informações da BandNews/Curitiba _______________ AOS 30/01/18 ÀS 13:04 FOTO/ARQUIVO/TRIBUNA DO PARANÁ

A justiça é morosa? É cega? E os privilégios?  Agora os membros do Órgão Especial do TJ do Paraná ganharam mais uma benesse

A justiça é morosa? É cega? E os privilégios? Agora os membros do Órgão Especial do TJ do Paraná ganharam mais uma benesse

A informação é do jornalista Celso Nascimento, leia-se CONTRAPONTO. Os 25 desembargadores que fazem parte do Órgão Especial (OE) do Tribunal de Justiça ganharam mais um privilégio: a cada cinco anos de permanência neste colegiado, passam a ter direito a um ano de afastamento do exercício das funções no OE. A medida foi aprovada por maioria (não muito folgada) às vésperas do início do recesso durante reunião do Pleno – isto é, dos 120 desembargadores que compõem o Tribunal. Para sua aplicação falta apenas a publicação do ato no Diário Oficial da Justiça. O Órgão Especial é constituído pelos 13 dos desembargadores mais antigos do TJ (considerados “membros natos” e […]

É para ficar indignado. Em um mês, TJ-PR pagou R$ 5,4 milhões em “auxílios” a magistrados. Um juiz recebeu R$ 24 mil em ajuda de custo

É para ficar indignado. Em um mês, TJ-PR pagou R$ 5,4 milhões em “auxílios” a magistrados. Um juiz recebeu R$ 24 mil em ajuda de custo

A notícia está no blog do jornalista Guilherme Voitch, publicado pela Veja. Segundo ele, o TJ do Paraná gastou R$ 5,4 milhões com o pagamento de indenizações em sua folha de pagamento de novembro, segundo a planilha enviada ao Conselho Nacional de Justiça.  As indenizações compreendem o pagamento de auxílio-alimentação, auxílio-saúde e auxílio-moradia, entre outros. Na média, cada magistrado recebeu R$ 4,2 mil no mês, mas os números variam. O valor mais alto foi pago a um juiz que recebeu R$ 30 mil em indenizações, sendo R$ 24 mil só de ajuda de custo. A listagem fornecida pelo TJ inclui desembargadores e juízes, da ativa e inativos, além de beneficiários, como viúvas de magistrados, por […]

Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu as investigações contra o deputado estadual Alexandre Curi (PSB) no caso conhecido como Diários Secretos

Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu as investigações contra o deputado estadual Alexandre Curi (PSB) no caso conhecido como Diários Secretos

A matéria sobre o assunto é de autoria do jornalista Guilherme Voicht, correspondente da Veja no Paraná, e foi publicada primeiramente pelo Blog do Zé Beto. O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) suspendeu as investigações contra o deputado estadual Alexandre Curi (PSB) no caso conhecido como Diários Secretos. O blog Paraná obteve em primeira mão a decisão, que corre em segredo de Justiça. Curi é suspeito de empregar funcionários fantasmas quando era 1.º secretário da Casa. A decisão, do dia 27 de junho, é do desembargador Paulo Cezar Bellio, que atendeu a uma liminar impetrada pela advogado do deputado, Beno Fraga Brandão. Até o momento, o MP não conseguiu […]

No Rio, “auxílio-peru”. No Paraná, TJ abre licitação de R$ 877 mil para sanduíches e marmitas

No Rio, “auxílio-peru”. No Paraná, TJ abre licitação de R$ 877 mil para sanduíches e marmitas

A moçada do site LIVRE.JOR continua mandando ver. Em matéria que mostra as coisinhas da justiça brasileira, o site mostra mais uma ação do Tribunal de Justiça do Paraná. A contratação de fornecimento de marmitas, sanduíches e bebidas pode custar até R$ 73 mil por mês ao Tribunal de Justiça. Pelo teto da licitação, ao ano, o custo das refeições seria de R$ 877 mil. De acordo com o edital do TJ, a alimentação será para as sessões do tribunal do júri e do pleno, das câmaras cíveis e criminais e do órgão especial. Também serão atendidos pela licitação as escoltas da PM que prestam serviços às unidades do TJ, […]