Sempre no palanque. Beto Richa e Ricardo Barros, governador e ministro respectivamente, fazem espetáculo panfletário nesta segunda-feira (08/01). Assinam papelada para distribuir grana para o Comesp

Sempre no palanque. Beto Richa e Ricardo Barros, governador e ministro respectivamente, fazem espetáculo panfletário nesta segunda-feira (08/01). Assinam papelada para distribuir grana para o Comesp

O governador Beto Richa e o ministro da saúde, Ricardo Barros, anunciam nesta segunda-feira (08), às 10h30 horas, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, repasse de recursos estaduais e federais para o Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná (Comesp). O dinheiro será aplicado na ampliação da oferta de exames e consultas nos 25 municípios que compõem o consórcio, aquisição de equipamentos e aplicação em custeio.

Agência Lupa: Prefeitão Rafael Exibidão Greca voltou a aumentar cargos comissionados

Agência Lupa: Prefeitão Rafael Exibidão Greca voltou a aumentar cargos comissionados

A Lupa, a primeira agência de notícias do Brasil a checar, de forma sistemática e contínua, o grau de veracidade das informações que circulam pelo país, informa que o prefeitão Rafael Exibidão Greca administra a cidade daquele jeitão. Na campanha promessas e, após um ano cuidando da cidade, a decepção… Rafael Greca (PMN) tomou posse na Câmara Municipal de Curitiba em 1º de janeiro de 2017 para seu segundo mandato à frente da cidade – o primeiro foi entre 1993 e 1996. Ele foi eleito com 53,25% dos votos (461.736), vencendo Ney Leprevost (PSD) no segundo turno de 2016.  Ainda como candidato, Greca registrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um documento […]

Procurador regional da República, Manoel Pastana, que atuou na Lava Jato: “MPF é local onde vi mais ilegalidades”

Procurador regional da República, Manoel Pastana, que atuou na Lava Jato: “MPF é local onde vi mais ilegalidades”

A matéria foi destaque no portal do Consultor Jurídico. Em nenhum local por onde passei eu vi se cometer tanta ilegalidade quanto dentro do Ministério Público Federal”, diz o procurador regional da República Manoel Pastana. Em entrevista à Revista Press, o Pastana, que atua no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, afirma que o MPF fiscaliza a todos, mas não é fiscalizado. É um sistema, diz ele, que deu poderes absolutos à Procuradoria-Geral da República, estimulando o cometimento de ilegalidades pelos membros do órgão. Pastana está para lançar um livro, De Faxineiro a Procurador da República, para contar bastidores da briga de procuradores por poder. Na entrevista, ele conta que, de sua […]

Ação no STF ameaça 17 partidos “provisórios” no Paraná. Lista inclui as siglas dos pré-candidatos Ratinho Jr, Osmar Dias e Cida Borghetti

Ação no STF ameaça 17 partidos “provisórios” no Paraná. Lista inclui as siglas dos pré-candidatos Ratinho Jr, Osmar Dias e Cida Borghetti

Pelo menos dezessete partidos correm o risco de terem seus comandos estaduais dissolvidos no Paraná, caso prevaleça ação da Procuradoria Geral da República que questiona, no Supremo Tribunal Federal, o funcionamento das legendas que não possuem diretórios eleitos, funcionando através de comissões provisórias. A lista inclui as siglas de três dos principais pré-candidatos ao governo: o PSD do deputado estadual Ratinho Júnior; o PDT do ex-senador Osmar Dias; e o PP da vice-governadora Cida Borghetti. A matéria do jornalista Ivan Santos é destaque no Portal de notícias “Bem Paraná” Diretórios são eleitos pelos filiados dos partidos, ou delegados escolhidos por eles, em convenções. Já as comissões provisórias são nomeadas pelas […]

Pesquisa DataFolha mostra que o apoio à pena de morte bate recorde entre brasileiros. Em 2008, 47% aprovavam, hoje 57%

Pesquisa DataFolha mostra que o apoio à pena de morte bate recorde entre brasileiros. Em 2008, 47% aprovavam, hoje 57%

Levantamento feito pelo DataFolha dá conta que, em nove anos, o apoio da população à aplicação da pena de morte no Brasil cresceu. 57% dos entrevistados são favoráveis à adoção da penalidade capital. Em 2008, data da última pesquisa do instituto sobre o tema, 47% tinham a mesma opinião. O assunto é matéria de capa desta segunda-feira (08/01) da Folha de São Paulo. Esse é o recorde numérico desde que a questão passou a ser aplicada pelo Datafolha, em 1991. Mas empata na margem de erro –de dois pontos percentuais, para mais ou para menos– com os percentuais de 1993 e 2007, quando 55% da população se disseram favoráveis à punição. […]

Carlos Heitor Cony assumiu a redação geral dos meios de comunicação do céu. Deus fez questão de recepciona-lo

Carlos Heitor Cony assumiu a redação geral dos meios de comunicação do céu. Deus fez questão de recepciona-lo

O jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, que era membro da Academia Brasileira de Letras desde 2000, morreu na noite de sexta-feira aos 91 anos, informa o G1. “Cony estava internado no Hospital Samaritano, no Rio. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.” Como jornalista, Cony “começou a carreira em 1952 no Jornal do Brasil e passou por diversas redações, incluindo dos jornais Correio da Manhã e Folha de S. Paulo”. As informações são do Blog “O Antagonista” – A chamada é nossa. Publicada às 10:31 – 06/05/18

Josias de Souza: “Ao adotar o PSL como plataforma para o lançamento de sua candidatura presidencial, Jair Bolsonaro jogou água no chope da dissidência do PSDB. O pedaço rebelde do tucanato alcaria voo em direção ao “Livres”, um movimento que se equipava para virar partido aproveitando a estrutura do PSL”. A chegada de Bolsonaro estilhaçou o projeto.

A chegada de Bolsonaro estilhaçou o projeto. Hoje, o PSL (Partido Social Liberal) tem uma bancada minúscula de três deputados federais. Pelo menos 12 parlamentares já estavam a caminho da legenda. Metade desse grupo viria do PSDB. Somando-se a outros deputados que cogitavam tomar o mesmo caminho, estimava-se que, rebatizado de “Livres”, o PSL atrairia algo como 20 parlamentares. O tucanato deu meia-volta. A economista tucana Helena Landau, que já havia trocado o PSDB pelo embrião de novo partido, deve se desfilar do PSL. Os idealizadores do “Livres”, que já controlavam os diretórios do PSL em 12 Estados, também baterão em retirada depois que o partido aconrrentou-se ao projeto de […]

A jogada do “limpinho”. Jair Bolsonaro negociou com o PR, de Valdemar Costa Neto, para sair como candidato do partido à Presidência

Antes de fechar com o PSL, Jair Bolsonaro negociou com o PR, de Valdemar Costa Neto, para sair como candidato do partido à Presidência, informa Lauro Jardim de “O Globo”. Como Valdemar ainda dá as cartas no partido, a decisão passava necessariamente por uma negociação com o condenado no escândalo do mensalão. Bolsonaro, entretanto, só aceitaria entrar no PR caso Valdemar abandonasse a legenda. PUBLICADA ÀS 08:51 – 06/01/18